"Breathe Me"

dedos finos que bailam com o fá menor
cabeça erguida e baixa ao mesmo tempo
toca-me, dança comigo,
faz-me sentir plateia;
vergonha alheia é no que vivo.

se é entre os cafés onde me encontro,
se entre as tuas pernas onde me perco,
onde queres que viva,
se já estive aqui, magoado, vezes sem conta?

entre as vezes em que acordo
e sobrevivo,
e as vezes em que fecho os olhos
com vontade de adormecer,
de morrer,
vejo-te entre as rugas do tecto
a desvanecer.

"magoei-me, hoje, de novo",
e pensei em ti.

"Respira-me.



Comentários

Mensagens populares